10 de set de 2010

Não desista nunca...

Victor Matheus em 2005 - Ensaiando com a Papa Velhas

Que bela sexta-feira! Você já olhou pro céu hoje? já refletiu e agradeceu aos deuses,ao seu Deus, ao universo por existir nesse mundo belo, mesmo com tanta dor?

Em 2006, já fazia um tempinho que eu insistia na história do rock n' roll. Nessa época tocava na banda Mr Jungle, e já atingiamos um certo reconhecimento local, e certo destaque na imprensa também.

6 de set de 2010

Veludo Branco – Festival Megafônica 2010 – Parte Final


Enfim chego ao ápice de nossa passagem por Belém. Em nosso penúltimo dia, a ansiedade pra tocar já me consumia imensamente, ainda mais pelo fato de ter visto na noite anterior shows muito bons, o que me excitou bastante o suficiente para abrir a primeira lata do dia as 9 da manhã, a fim de celebrar a chegada do nosso amigo Artur, que na ocasião substituiria o baixista Mirocem.

2 de set de 2010

Veludo Branco – Festival Megafônica 2010 – Parte 2


Retorno hoje pra contar a segunda parte de nossa passagem pela cidade de Belém. Nossa sexta feira começou com atrasos. Minha cabeça doía da ressaca, minha cinusite ressucitou, minha garganta inflamou, mas tínhamos compromissos a cumprir em nossa agenda, e mesmo com o mal estar, o calor intenso da cidade de Belém, Matuza e eu partir ao desconhecido ambiente paraense. Nossa primeira parada foi novamente no habib’s para o Café-Almoço. Em seguida perambulamos a pé até encontrarmos o ônibus que nos levaria para o Sebrae, onde participaríamos do Congresso Fora do Eixo – Etapa Norte.

1 de set de 2010

Veludo Branco – Festival Megafônica 2010 – Parte 1


Meu caro, se há 10 anos atrás alguém chegasse para mim e dissesse: “terás uma banda de rock n’ roll, viajarás pelo norte do Brasil, tocarás em Belém, e terás um show foda por lá!” eu sinceramente riria na cara desse sujeito. Pois bem, como isso nunca aconteceu, e hoje a profética frase se transformou em realidade, posso lhe dizer caro leitor, Belém é foda!

23 de mar de 2010

Na Trilha do Asfalto c/ a Veludo Branco (RS) – Parte 1

Por Victor Matheus

Ainda garoto, despertou na minha alma o amor pelo rock n’roll. Passava horas grudado na guitarra, no violão, ouvindo, lendo, escrevendo e sonhando com a vida na estrada. Queria ser igual aos ídolos grudados na parede do meu quarto. Fazer solos de guitarra inspirados como o Slash, banguear como Angus Young e ter o feeling de Jimi Hendrix. Tocar com amigos, fazer shows, executar minhas músicas, ouvir o publico pedir bis, viajar de ônibus, carro, avião, barco, dormir em hotel, banco de aeroporto, casa de estranhos, viver de música, e acima de tudo viver música.

13 de mar de 2010

Veludo Branco em turnê no Rio Grande do Sul

Muitos em Roraima ainda desconhecem o papel representativo no eixo cultural do estado do Coletivo Canoa Cultural, sociedade civil sem fins lucrativos, representante do Circuito Fora do Eixo e Ponto Fora do eixo no estado, facilitador do diálogo entre os mais diversos seguimentos culturais local como CUFA, bandas, artistas plásticos, movimentos sociais e afins e gestor/ fomentador da cultura regional independente do norte que é exportada para o Brasil.

7 de mar de 2010

Uma história pra contar no bar - PARTE 1



Meu amor pelo rock n'roll começou muito cedo. Aos 7 anos, roubava discos do amigo do meu coroa e botava pra tocar na vitrola national, que mesmo estando com a rotação acelerada devido ao balanço de carro que veio do RS até RR, segurava legal a onda.

Bem vindo ao Roraima Rock N'Roll

Victor Matheus em ação com a Veludo Branco - Porto Velho/2008

Esse blog surgiu do meu interesse pessoal pela história do rock n'roll roraimense, no qual resolvi compartilhar com o mundo.